Marvin Heemeyer – Um cara pra ser seu amigo.

Marvin Heemeyer, 52, vivia na cidade de Granby, Colorado, consertando escapamentos de veículos. Seu pequeno estabelecimento ficava perto de uma fábrica de concreto chamada Mountain Park. Em detrimento de Marvin e de seus vizinhos, os donos da Mountain Park decidiram expandir a fábrica, forçando as pessoas que moravam por perto a vender seus terrenos para a Mountain Park.

Mais cedo ou mais tarde, os vizinhos da fábrica desistiram, exceto Marvin. Tendo tentado de toda a forma possível, os donos da fábrica não conseguiram comprar seu terreno. Contudo, toda a área circunvizinha pertencia agora à fábrica, o que fez com que a loja de Marvin estivesse à parte do resto do mundo.

Marvin tentou de tudo ao alcance, apelando à justiça. Obviamente, o conselho da cidade e os outros políticos do estado estavam no maléfico lado capitalista dos donos da fábrica.

Não foi surpresa Marvin ter perdido o caso para os donos, na corte. Depois disso, ele comprou uma escavadeira para construir uma rota alternativa para sua loja de escapamentos. Isso porque a fábrica de concreto bloqueou a estrada que levava à sua loja. Contudo, os oficiais da cidade não permitiram. Além disso, A fábrica de cimento frequentemente liberava grandes quantidades de poeira na propriedade de Marvin, e também fez com que cortassem sua linha de esgoto. Quando Heemeyer pediu para que extendessem a linha por 8 pés (cerca de 2,5 metros) por entre a propriedade da fábrica, foi negado. Não estar conectado à linha de esgoto lhe rendeu uma multa de 2,500 dólares.

Mas ele não era daqueles que desistem fácil.

Em 4 de Junho de 2004, durante um dia chuvoso, Marvin adentrou a cidade com um trator reforçado com placas de metal. Ele começou pela fábrica de concreto, destruindo prédio após prédio, até a fábrica ser inteiramente demolida. Então foi a vez do conselho da cidade, seguido pela prefeitura, depois o banco, a biblioteca pública, a estação dos bombeiros, um depósito, o jornal local e outros prédios pertencentes ao prefeito.

Após tentar parar Heemeyer, a polícia finalmente entendeu que era impossível impedir a escavadeira de Marvin. Mas de 200 balas foram disparadas em direção ao veículo, sem causar-lhe dano algum. A polícia então decidiu combater o titã com granadas de mão. Mais uma vez os esforços foram inúteis. Mais tarde, um veículo equipado com explosivos foi posto no caminho destruidor de Marvin, mas também teve pouca sorte na tentativa de pará-lo. Também tentaram com um outro trator, mas de nada adiantou.

Marvin respondeu às ofensivas usando dois rifles automáticos calibre .23 e um rifle semi-automático calibre .50 através de orifícios especialmente desenhados na frente e nos lados do veículo.

Tudo que a polícia pôde fazer foi evacuar 1500 habitantes da área (a população da cidade era de 2200 pessoas) e bloquear todas as estradas, incluindo a via federal que levava à cidade.

A guerra de Marvin acabou às 16:23 e durou 90 minutos.

Logo após ter destruído o Shopping Gambles, a escavadeira parou de repente. A única coisa que pôde ser ouvida da máquina mortífera de Marvin foi um tiro e o barulho da fumaça do radiador danificado.

No começo, os oficiais da polícia estavam com muito medo de se aproximar da coisa. Tentando tirar Marvin da sua fortaleza, eles fizeram um buraco na armadura. Quando eles finalmente conseguiram, Marvin já estava morto. Ele não estava disposto a se entregar nas mãos do inimigo vivo.

Desconsiderando o grande dano à propriedade (13 prédios foram destruídos, a maioria exigindo centenas de milhares de dólares para reconstrução), ninguém além de Heemeyer foi ferido; observadores perceberam que Heemeyer mudava o curso para não ferir pessoas que não tinham nada a ver com a história.

O governador disse que a cidade parecia ter sido atravessada por um tornado.

Depois, uma investigação foi realizada. Descobriu-se que a criação de Marvin era tão resistente que mesmo tiros de artilharia pesada poderiam causar danos mínimos. A escavadeira foi totalmente coberta com folhas de metal, com cada peça exterior sendo pelo menos uma polegada mais grossa. Em alguns lugares, a armadura do veículo era 30 centímetros mais grossa, consistindo de concreto entre duas placas de metal para fazer uma armadura composta específica.

Para cobrir a escavadeira com esta “casca”, Marvin teve que usar um guindaste próprio. “Ao descer a armadura sobre o veículo, Marvin sabia que não seria capaz de sair” – disseram os oficiais da polícia. Marvin também se qequiou com suprimentos, tais como água, comida, munição e uma máscara de gás. Para controlar a “Killdozer” (trocadilho em inlês para Bulldozer, “escavadeira”), Marvin usou 3 monitores e duas câmeras de vídeo. No caso delas serem cobertas pela poeira, elas estavam equipadas com compressores de ar.

Demorou 2 meses para Marvin desenhar a Killdozer e, de acordo com as fontes, um ano e meio para construí-la.

“Ele era um cara legal”, – diziam as pessoas que era próximas a Marvin. “Eles não deveriam tê-lo feito ficar tão furioso”. “Se ele fosse seu amigo, ele seria seu melhor amigo. E se ele fosse seu inimigo, ele seria seu pior e mais perigoso inimigo.” – disseram os amigos de Marvin.

———————-

Piadas instantâneas:
“Eu quero uma dessa”.
“Estilo GTA”.
“Faltou um lança-chamas”.
“Deve ser legal estar dentro de algo com granadas explodindo lá fora”.
“Eu ainda quero uma dessa”.
“Deve ser primo do Chuck Norris”.
“Um dia de fúria 2”.
“Isso rende uma participação em Twisted Metal”.
“Poxa, eu queria uma dessas.”

Ah, tá duvidando? Tá aí o YouTube que não me deixa mentir.


2 Comentários on “Marvin Heemeyer – Um cara pra ser seu amigo.”

  1. Rafael disse:

    Esse não é o tipo de cara que você quer ter como oponente. Melhor não contrariá-lo nem em canal de televisão… o.O

  2. Edgar disse:

    Não tiro a razão dele,tem gente que só por que tem mais poderes financeiros ficão passando por cima dos mais fracos.
    Marvin Heemeyer você é dos poucos seres humanos que tem honra,por mim seu lugar no céu já estaria garantido,Deus te acompanhe.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s